NOTÍCIAS
Notícias da Igreja
 
11.Set - Coordenadoras da Pastoral da Criança recebem orientação sobre vacinas
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -

Elas são responsáveis por multiplicar as informações nas comunidades em que atuam



As coordenadoras comarcais da Pastoral da Criança se reuniram na Cúria Diocesana de Joinville na tarde desta quarta-feira (11) para um encontro que tratou de doenças e a importância da vacinação. Participaram representantes de quase todos os 18 municípios que integram a Diocese.  


A técnica em enfermagem Sonia Antunes explicou para as lideranças o calendário de vacina até os quatro anos de vida da criança e ressaltou que as outras doses também são importantes no reforço da imunização.


“Foi muito bom para nós porque muitas vezes não temos noção do quanto estas doenças como sarampo estão voltando. A gente acompanha, mas é superficialmente. Hoje pudemos aprofundar o conhecimento para que seja repassado às mães durante os encontros da pastoral”, afirmou Lourdes Firmo que é coordenadora da Comarca Sul.


Além de acompanhar o desenvolvimento das crianças e prestar informações para as famílias, outro pilar da Pastoral da Criança é a conscientização sobre a vacinação. No encontro foram apresentados dados sobre contaminação e tratamento de doenças como tuberculose, febre amarela que só na região de abrangência da Diocese de Joinville já fez duas vítimas fatais. Além de meningite, tétano, gripe, HIV e sífilis.


Esta última inclusive tem sido bastante discutida nacionalmente e entrou na pauta das reuniões da Pastoral da Criança devido ao aumento de casos de gestantes infectadas pela doença. Dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do Estado de Santa Catarina mostram que há crescimento na quantidade de novos casos. Em 2016 por exemplo, enquanto no Brasil a média ficou em 42 casos a cada cem mil habitantes, Santa Catarina teve 77 infectados a cada 100 mil moradores. Entre 2010 e 2018 foram diagnosticados no estado mais de 37 mil novos casos da doença. No mesmo período, 6.967 gestantes estavam com sífilis o que ocasionou 85 abortos e 122 bebês nasceram mortos. Por este motivo, a Pastoral da Criança tem trabalhado com ênfase as maneiras de se proteger e tratar a sífilis.


As mulheres receberam orientação por exemplo de como olhar a carteirinha de vacinação e orientar os pais para que mantenham as doses em dia. Muitas coordenadoras de pastorais trabalham em parceria com os postos de saúde e admitem que nem sempre é fácil conscientizar. Um dos pontos levantados na reunião como maior empecilho é a divulgação de fake news em redes sociais que amedrontam os pais e deixam os responsáveis inseguros na hora de levar a criança para receber imunização.  

 



 


Fotógrafo: Tatiana Sabatke

Fonte: Tatiana Sabatke / Pascom

Indique a um amigo
 
 
  • Rua Jaguaruna, 147 - Centro - Joinville/SC

  • 47 3451-3700

  • midiasocial@diocesejoinville.com.br

  • Acessar o Webmail

  • Copyright © 2019 Diocese de Joinville. Todos os direitos reservados.