NOTÍCIAS
Notícias da Igreja
 
24.Jan - Papa divulga mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Nesta sexta-feira, dia 24 de janeiro, foi publicada a mensagem do Papa Francisco para o 54º Dia Mundial das Comunicações Sociais. O texto é divulgado no dia de São Francisco de Sales, o padroeiro dos comunicadores. Intitulada "'Para que possas contar e ficar na memória'(Ex 10,2). A vida faz-se história'", o Santo Padre dedicou a carta ao tema da narração.

Na mensagem, Francisco fala sobre a necessidade de "respirar a verdade de histórias boas" e faz uma crítica às notícias falsas. "[Precisamos de] histórias que edifiquem, e não as que destruam; histórias que ajudem a reencontrar as raízes e a força para prosseguirmos juntos." O Dia Mundial das Comunicações Sociais será celebrado no dia 24 de maio.



(Foto: Vatican Media)

Tecer histórias


O Papa comenta sobre a "fome de história" que todas as pessoas carregam, não importa o formato, seja um romance, um filme, uma música ou uma notícia. Além disso, o ser humano é o único que necessita "narrar a si mesmo" e guardar a própria vida.

"As histórias de todos os tempos têm um tear comum: a estrutura prevê heróis – mesmo do dia a dia – que, para encalçar um sonho, enfrentam situações difíceis, combatem o mal movidos por uma força que os torna corajosos, a força do amor. Mergulhando dentro das histórias, podemos voltar a encontrar razões heroicas para enfrentar os desafios da vida", escreveu o Santo Padre.

Nem todas as histórias são boas


Francisco alerta para as narrativas que tentam convencer que a felicidade vem do ter e possuir. O pontífice também faz uma crítica as narrações que corroem a sociedade, além da divulgação de informações não verificadas, falsas, com discursos banais, repercutindo ódio e utilizadas para proveito próprio ou a serviço do poder.

História das histórias


O pontífice relembra que a Bíblia é uma “História das histórias”, onde Deus é o criador e narrador, pronunciando sua Palavra e as coisas que existem (Gn 1), e cria o homem e a mulher como seus livres interlocutores. A Sagrada Escritura conta a história do amor entre Deus e a humanidade, e todos são convidados a fixar na memória e passar de geração em geração esse conhecimento.

Uma história que se renova


Para o Papa, não existem histórias humanas insignificantes. Todas têm a sua relevância. Lembra que Deus se fez carne e história, assim como todos. "Depois que Deus Se fez história, toda a história humana é, de certo modo, história divina. Na história de cada homem, o Pai revê a história do seu Filho descido à terra. Cada história humana tem uma dignidade incancelável."

Uma história que nos renova


A mensagem termina falando que o Espírito Santo é livre para escrever nos corações, e que ao fazer a memória do amor divino e colocar amor nas histórias do dia a dia, todos podem mudar de página e renovar o que é aos olhos do Senhor. Francisco afirma que ninguém é um figurante no mundo e a história de todos está aberta a mudanças.

"Por isso, não se trata de seguir as lógicas do mentiroso, nem de fazer ou fazer-se publicidade, mas de fazer memória daquilo que somos aos olhos de Deus, testemunhar aquilo que o Espírito escreve nos corações, revelar a cada um que a sua história contém maravilhas estupendas."





Fonte: Viviane Antunes/ Comunicação

Indique a um amigo
 
 
  • Rua Jaguaruna, 147 - Centro - Joinville/SC

  • 47 3451-3700

  • midiasocial@diocesejoinville.com.br

  • Acessar o Webmail

  • Copyright © 2020 Diocese de Joinville. Todos os direitos reservados.