NOTÍCIAS
Notícias Diocesanas
 
23.Set - Caminhada da Romaria do Trabalhador sairá de madrugada em 2020
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -
Bispo de Joinville, Dom Francisco Carlos Bach, na 16ª Romaria Diocesana do Trabalhador 

Durante a 44ª Assembleia Diocesana de Pastoral, realizada na Cúria Diocesana, em Joinville, nos dias 20 e 21 de setembro, ficaram definidas algumas mudanças para a celebração do Dia do Trabalhador na Diocese de Joinville. O padre Everton Klapouch, coordenador diocesano de pastoral, apresentou as propostas e abriu espaço para que os presentes pudessem argumentar e dar sugestões. Após as defesas, os pontos foram colocados em votação. 

O primeiro tópico a ser aprovado era sobre a continuidade da romaria. O público concordou que o evento deve permanecer sendo realizado. Assim, pe. Everton, apresentou as novas propostas para readequar a romaria. A data permanece no feriado, do dia 1º de maio.


Mudança no nome da Romaria


Antes chamada de "Romaria Diocesana do Trabalhador", agora o evento é intitulado de “Celebração Diocesana de São José Operário e 18ª Romaria do Trabalhador”. A ideia do novo nome é evidenciar o aspecto devocional da caminhada. "Nossa diocese é operária, mas o dia 1º de maio é de São José Operário", argumentou Pe. Everton. A festa de São José Operário foi estabelecida pelo Papa Pio XII, reafirmando a dignidade do trabalho.

Caminhada terá de 16km e começará de madrugada


O trajeto com as estações e reflexões será o grande destaque da peregrinação. A caminhada penitencial sairá da Paróquia Santa Luzia, no bairro Paranaguamirim, em Joinville, e seguirá pela rodovia Rio do Morro até o Santuário Senhor Bom Jesus, em Araquari. O percurso tem cerca de 16 quilômetros. A ideia aprovada é que nesta edição, a caminhada comece ainda de madrugada. O objetivo é conciliar a Romaria com festividades da cidade de Araquari e também com as festas do trabalhador oferecida pelas empresas, para que assim os fiéis possam ir aos eventos sem deixar de participar da romaria.

Na chegada em Araquari, haverá acolhimento dos peregrinos com café. A partir dali caminharão até o santuário para a Santa Missa, que iniciará por volta das 9h30 e encerrará antes das 11h. Após a celebração, a romaria finaliza e os fiéis estarão liberados para aproveitar as festividades do feriado ou, se preferir, retornar para casa.

A romaria


Carteira de Trabalho sendo benzida na 16ª Romaria Diocesana do Trabalhador 

A primeira Romaria do Trabalhador, foi celebrada em 1990, em Jaraguá do Sul, com o objetivo de levantar a voz em favor dos operários, motivada também pelo alto número de trabalhadores nas indústrias da região. A primeira edição teve o tema "Os excluídos", com o lema "os excluídos gritam por dignidade, replantam a vida". Durante o evento, os fiéis costumam usar roupas brancas para demonstrar paz e levam a carteira de trabalho para ser abençoada.

Fotógrafo: Edison Zanella, Clenilson Kamradt, Eduardo Schmitz, Jailson Guedert

Fonte: Viviane Antunes/ Comunicação

Indique a um amigo
 
 
  • Rua Jaguaruna, 147 - Centro - Joinville/SC

  • 47 3451-3700

  • midiasocial@diocesejoinville.com.br

  • Acessar o Webmail

  • Copyright © 2019 Diocese de Joinville. Todos os direitos reservados.