NOTÍCIAS
Notícias Diocesanas
 
11.Nov - Perfil Cristão: Uma vida baseada em fé, evangelização e testemunho
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -

Uma vida baseada em fé, evangelização e testemunho


Por Ana Carolina João


 


“Minha mãe foi quem me ensinou a devoção e o respeito por Nossa Senhora, aos seis anos rezávamos o terço, juntas pedíamos sua intercessão para nossas necessidades.” Desde nova, Tânia Rúbia Koller dos Passos aprendeu a importância de Maria em sua vida. Aos 46 anos, é casada há 24 e tem dois filhos, Lara e Luca, ambos fruto de bênçãos, curas e promessas de Deus na vida do casal.


Tânia dedicou muitos anos da sua vida à evangelização e ainda dedica. Atuou no Movimento da Renovação Carismática da Paróquia São Sebastião do iririú, no Ministério de Formação e fez parte da Formação da Diocese. Foi responsável pelo surgimento de três escolas de formações e trabalha como Orientadora em uma escola da rede Municipal de Joinville. “Fui educada pelos meus pais dentro dos princípios da Igreja Católica, onde meu pai pegava a Palavra de Deus para mostrar as respostas Dele em relação a tudo o que vivíamos no dia a dia”, conta


Quando tinha 22 anos, já casada, passou por uma grande provação e isso a fez aceitar o convite para participar do Grupo de Oração da RCC na Comunidade São Judas Tadeu. Ali, fez formação para ser serva e começou a participar do Ministério de pregação. Foi no primeiro retiro, de cura interior, que Tânia fortaleceu sua relação com Deus, ao sentir, pela primeira vez, sua presença em forma humana e ao receber a cura por não conseguir ter filhos. “Ele falou do seu grande amor por mim, que precisava da minha ajuda no trabalho de Evangelização e me deu uma Profecia: “Terás um filho da lei e um da promessa””, relata a serva.


A partir daí, Tânia seguiu com seu chamado sem questionar-se do cumprimento da profecia que Deus havia feito a ela. Mudou-se então, para a Comunidade João Paulo II, lá foi pregadora, participou do Ministério de cura interior, coordenou e formou outros ministérios. Em meio a orações, Tânia foi visitada por Nossa Senhora de Fátima, onde pediu, novamente, intercessão para alcançar a graça de se tornar mãe. Permaneceu por mais dois anos e Deus falou com ela para que fosse para a Paróquia Imaculada Conceição do bairro Boa Vista. Em resposta ao convite do Pe. Ivanor formou um grupo de servos, que iniciaram o primeiro Grupo de Oração da RCC na Paróquia. Coordenadora por oito anos formou mais de 140 servos de diversos ministérios e permaneceu com suas pregações e ministérios de cura, intercessão, acolhida e formação. “Fiquei ali durante onze anos. Grupo de Servos amado, formamos uma grande família como nos Atos dos Apóstolos “vejam como se amam...” é a palavra que o resume”, ressalta


Em 2005, parte da profecia se cumpriu. Tânia e seu esposo ficaram grávidos de Lara, hoje com 12 anos. “No caminho para o trabalho tive uma visão com Nossa Senhora, ela descia do céu e encostou-se a em meu carro, com um sorriso em seus lábios e com os braços abertos, mas em forma humana”, acrescenta Tânia. “A Lara preencheu a nossa vida, depois de onze anos de espera e obediência no serviço ao Senhor”, completa. Dois anos depois Deus veio, por intermédio de orações e disse: “Quando Lara estiver na altura da sua barriga, virá o filho da promessa, ele será esperto e terá os cabelos encaracolados”. E em agosto de 2010, em uma vigília às três horas da manhã, a missionária recebeu outra cura física, revelada através de uma visualização. “Uma semana depois fiquei grávida do Luca, o filho da promessa. Cumpria-se então a profecia por completo”, conta. A Orientadora havia feito o propósito com Deus de nunca usar um filho para interromper sua missão na igreja, mas disse que tudo isso é possível, também, graças à ajuda de seu esposo Vanderlei.


 


 


 


 


Indique a um amigo
 
 
  • Rua Jaguaruna, 147 - Centro - Joinville/SC

  • 47 3451-3700

  • midiasocial@diocesejoinville.com.br

  • Acessar o Webmail

  • Copyright © 2018 Diocese de Joinville. Todos os direitos reservados.