NOTÍCIAS
Palavra do Bispo
 
14.Dez - Natal: Prova concreta do amor de Deus
Aumentar Fonte +
Diminuir Fonte -

 


A Encarnação do Filho de Deus é consequência do amor que Deus tem por nós: “Deus amou tanto o mundo, que deu o seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3,16). Após o pecado, em que o homem escolheu um caminho de escravidão ao invés de viver no amor com liberdade responsável, urgia a necessidade de uma libertação a fim de restabelecer o ser humano em sua dignidade e harmonia original. Por isso o próprio Deus, em seu amor de Pai, enviou seu Filho amado para redimir a humanidade.


Essa criança vem como cumprimento de uma promessa divina e vem como salvação para todos. Essa criança é o Messias-Salvador prometido, anunciado e esperado por séculos pela humanidade. Ela é semelhante às outras crianças por sua humanidade, mas totalmente diferente por sua divindade. Ela é Deus-criança, Deus encarnado, Deus feito homem.


A vinda de Jesus, o Cristo de Deus, causou e causa grande alegria e comoção. A sua vinda amorosa é motivo de renovadas esperanças e certezas de fé. Mas é, sobretudo, prova definitiva do amor infinito de Deus. A sua Encarnação traz para nós o verdadeiro sentido da vida que está no amor com todas as suas maravilhosas manifestações de bondade, justiça, paz e comunhão. O tempo natalino é naturalmente um tempo de melhoria dos relacionamentos humanos. É de fato um tempo de graça e salvação para quem crê e ama.


Jesus Cristo é o amor divino feito homem que cria, recria e plenifica a nossa vida e tudo o que existe. Ele é o princípio e o fim de tudo. Nele é que nós existimos, nos movemos e somos. Ele é o amor divino que nos envolve. A Encarnação do Verbo eterno de Deus está ligada à nossa salvação, por isso é a manifestação explícita da bondade do Pai em nosso favor. Ao unir sua divindade à nossa humanidade na encarnação, Jesus Cristo recria o ser humano em sua dignidade original que havia sido estragada pela soberba do próprio homem.


Mais tarde ao carregar a nossa cruz e nela morrer, Ele consegue para nós o perdão de nossos pecados. É assim que o nascimento humano de Deus em Maria Santíssima por obra do Espírito Santo, em Belém, inaugura não só um novo tempo, mas um mundo novo marcado pela santidade, paz e comunhão. Um mundo de irmãos que se amam e tudo compartilham. Um mundo verdadeiro onde os valores humanos tais como justiça, dignidade, respeito, fidelidade, honestidade, união, alegria e participação, família e solidariedade se fazem vivamente presentes.


Esse mundo de abertura, acolhimento e presença de amor é possível? Basta acolher com fé e amor o enviado do Pai e permitir que Jesus seja o Senhor e Mestre. Votos de um Feliz Natal e um abençoado 2018, em Cristo Jesus.


 


Dom Francisco Carlos Bach


 


Bispo de Joinville


Indique a um amigo
 
 
  • Rua Jaguaruna, 147 - Centro - Joinville/SC

  • 47 3451-3700

  • midiasocial@diocesejoinville.com.br

  • Acessar o Webmail

  • Copyright © 2018 Diocese de Joinville. Todos os direitos reservados.