PARÓQUIAS
Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro | Costa e Silva
 
A Paróquia
Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro | Costa e Silva

Localizada no bairro Costa e Silva em Joinville/SC, a Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro começou a ganhar vida no dia 12 de junho de 1969, mesma data em que foi celebrada a primeira missa, presidida pelo Pe. Antonio Possamai em um terreno baldio próximo a igreja. No ano de 1970 é que foi construído um galpão de madeira e no dia 6 de dezembro do mesmo ano, 43 crianças fizeram a Primeira Eucaristia. Dias depois, em uma noite chuvosa, o galpão acabou caindo e mais tarde ele foi reconstruído e ampliado.

No inicio a paróquia era chamada de Dom Bosco, mas como muitas pessoas do litoral Norte Catarinense e também os moradores perto da paróquia tinham muita devoção por Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, o nome foi mudado.

Os primeiros sacerdotes que atenderam a comunidade foram: Natal Bertoldi e Silvio Michelluzi, ambos já falecidos. No inicio a comunidade tinha assistência dos Salesianos e pertencia a Paróquia Santo Antônio do bairro Bom Retiro. Pe. Lino Satler, que nasceu em Jaraguá do Sul em 21 de agosto de 1925, trabalhou como vigário durante 33 anos na comunidade. E hoje ele atua também como vigário, mas agora na Paróquia Santo Antônio.

A paróquia hoje não possui mais comunidades, apenas a matriz. Em 1995 o galpão foi demolido e então deu início as obras do atual Centro de Formação Pe. Lino Satler. O primeiro diácono permanente da comunidade, Sebastião João Nunes, foi ordenado no dia 25 de março de 2000 e atua em diversas atividades das pastorais da comunidade.

No dia 27 de junho de 2004 a comunidade foi desmembrada da Paróquia Santo Antônio e passou então a ser paróquia. Dom Orlando Brandes, bispo da época, comunicou que o pároco seria Pe. Venceslau Nieckasz, que atua até hoje na paróquia. Padre Venceslau tinha o sonho de fazer uma nova casa de Deus para o bairro Costa e Silva que crescia cada vez mais. Como a antiga igreja estava com algumas partes de sua estrutura comprometida, seria inviável fazer uma reforma, então o padre e a comissão paroquial chegaram à conclusão que deveriam construir uma nova igreja. No dia 8 de setembro de 2010, dia da Natividade de Nossa Senhora, deu-se inicio a construção da nova igreja Matriz e depois de quatro anos a paróquia ficou pronta no dia 17 de agosto desde ano.

Segundo o presidente do Conselho Paroquial de Pastoral da paróquia, Gilmar Meurer, 47, a nova igreja comporta hoje 1,1 mil pessoas sentadas. A nova capela do sacrário é toda revestida de granito. Além disso, a paróquia também ganhou uma gruta de Nossa Senhora de Lourdes, novos banheiros, ar condicionado, nova sala para confissão, iluminação de emergência, vitrais e também um elevador para o centro de formação. Para a secretária paroquial Eunice Dorotea Nunes, que atua há 28 anos na paróquia, os fiéis são bem participativos. “O nosso povo é um povo generoso, de coração aberto, se doa, ajuda e colabora”, comenta. Por meio de campanhas, doações e oferta dos fiéis, os R$ 3,5 milhões gastos na obra foram pagos.



Pastorais e Movimentos

Ao todo são 23 pastorais e 530 pessoas entre comunidades/paróquia que são presentes e atuantes. As que ganham destaque são: Catequese, Pastoral Familiar, Ministros, Comunhão, Grupos Bíblicos de Reflexão, Terço dos Homens, Pastoral do Dízimo, Pastoral do Batismo, Casais Encontristas, Apostolado da Oração, Ação Social, Litúrgica, CAEP, Comunicação, Acolhida e Capelinhas. A pastoral que vem crescendo na paróquia é a Pastoral da Juventude.

Todos os anos a paróquia escolhe outra igreja carente fora da Diocese de Joinville/SC e faz uma doação de roupas e alimentos para que esta seja doada para a comunidade local. Além disso, a paróquia possui um fundo paroquial onde todo o ano envia 2% deste para outras dioceses carentes que precisam de ajuda, já foram ajudadas as dioceses do Haiti, da África e também a Diocese de Humaitá do Amazonas.

 
O Padroeiro
O Padroeiro

No 27 de junho celebra-se a Festa de N. Sra. do Perpétuo Socorro. A imagem autêntica de N. Sra. do Perpétuo Socorro é um ícone (quadro) que representa a Virgem da Paixão e se encontra em Roma sob os cuidados dos Missionários Redentoristas. Conforme a piedosa tradição a origem do quadro está na Ilha de Creta. O povo a chamava carinhosamente "A Boa Mãe" sempre pronta para socorrer em qualquer necessidade. Infelizmente, um dia este quadro tão amado e venerado foi roubado por um negociante. O comerciante ladrão colocou o quadro no meio da mercadoria e saiu de navio na direção da Itália.

Durante a viagem surgiu uma grande tempestade, e os passageiros, sem saber de nada do quadro a bordo, faziam muitas preces e promessas a Deus e a Maria para que os salvassem daquele perigo. Com a ajuda de Deus e com a proteção da Virgem do Perpétuo Socorro todos chegaram ao porto desejado. Chegando a Roma o comerciante colocou o quadro em sua casa. Durante uma das aparições, a Perpétuo Socorro pediu que o seu quadro fosse colocado numa igreja: "N. Sra. do Perpétuo Socorro quer sair da vossa casa e ser colocado na Igreja dedicada as apóstolo São Mateus". A família conversou com os frades Agostinianos e ficou decidido que a Virgem do Perpétuo Socorro seria colocada na Igreja de São Mateus, situada entre as basílicas de Santa Maria Maior e de São João de Latrão. No dia 27 e março de 1449, o quadro foi colocado solenemente na Igreja do apóstolo São Mateus, onde ficou exposto ao culto público durante 300 anos. Infelizmente, em 1789, a igreja foi destruída pelas tropas de Napoleão. Os frades Agostinianos, que estavam alí a partir de 1739, se transferiram para a igreja de Santa Maria em Postérula, nas margens do rio Tibre. Como lá a Igreja já tinha a imagem de Nossa Senhora das Graças, o quadro do Perpétuo Socorro foi colocado na capela interna do convento. O tempo do esquecimento do quadro terminou em 1866, graças aos Missionários Redentoristas. Os redentoristas, em 1855 instalaram-se em Roma, adquirindo o terreno onde antigamente estava a Igreja de São Mateus. Lá construíram a Igreja dedicada ao Santíssimo Redentor e ao Sto. Afonso M. de Ligório, seu fundador. Os redentoristas achavam que o quadro milagroso deveria estar na Igreja deles porque antigamente a Igreja de São Mateus estava no lugar onde agora foi construída a Igreja do Santíssimo Redentor e de Santo Afonso. Depois de várias conversas com os Agostinianos e com o Papa Pio IX foi decidido que o quadro do Perpétuo Socorro vai ser exposto ao culto público na Igreja de Santo Afonso.

Em 1866, numa esplendorosa procissão, o quadro de N. Sra. do Perpétuo Socorro foi colocado na igreja dos Missionários Redentoristas em Roma e o mesmo Papa Pio IX pessoalmente rezou diante do quadro de N. Sra. do Perpétuo Socorro. Em 1867 aconteceu a coroação do quadro e se estabeleceu que a festa do Perpétuo Socorro vai ser celebrada cada 27 de junho. Em 1865, o papa Pio IX disse aos Redentoristas a respeito do Perpétuo Socorro: "Fazei-A conhecer ao mundo inteiro". Os Missionários Redentoristas, por onde passam, pregando as Santas Missões ou trabalhando na pastoral, deixam a imagem ou quadro de Nossa Sra. do Perpétuo Socorro.

Hoje o Perpétuo Socorro é o quadro mais conhecido no mundo. No Haiti, desde 1942, a N. Sra. do Perpétuo Socorro é a padroeira nacional. Nas Filipinas nas primeiras quartas-feiras do mês o número de devotos chega a 120 mil. O santuário situado em Baclaran (Manila) permanece aberto dia e noite desde a inauguração do templo em 1958. Na Espanha a Mãe do Socorro é venerada como a padroeira dos médicos. No Brasil são conhecidas as Novenas em Curitiba, em Belém, em Goiânia, etc. Na capital baiana existem várias capelas dedicadas à N. S. do Perpétuo Socorro. Por ex. no Bairro da Paz, perto do aeroporto há uma capela de Perpétuo Socorro. Na basílica do Senhor Bonfim, num altar lateral, o povo baiano também reza à Mãe do Socorro. No bairro chamado Mata Escura existe a Paróquia de N. S. do Perpétuo Socorro. Ela é também padroeira do "Jornal do Clube Excelsior Vida". A devoção à "Mãe do Socorro" está a serviço da evangelização e da construção do Reino de Deus no meio do povo. Serve para aumentar a fé e o conhecimento do Cristo Redentor, promovendo cada pessoa na construção da cultura da vida e da fraternidade. A Mãe do Perpétuo Socorro é a Estrela da Nova Evangelização. Ela nos convida para uma grande obra da evangelização, dizendo: "Fazei tudo o que o Cristo Jesus vos disser" (Jo 2,5).

 

Horários

MISSA
  • Matriz | Missa da Saúde | Quarta-feira | 16h
  • Matriz | Quinta e Sexta-feira | 19h
  • Matriz | Sábado | 18h
  • Matriz | Domingo | 7h30 - 9h30 - 19h
 
ATENDIMENTO
  • Matriz | Segunda à Sexta-feira | 7h30 às 11h30 - 13h30 às 18h
  • Matriz | Sábado | 7h30 às 11h
 

Contato

Telefone: (47) 3028-2152 / 3029-0061
 
 
 
 
  • Rua Jaguaruna, 147 - Centro - Joinville/SC

  • 47 3451-3700

  • midiasocial@diocesejoinville.com.br

  • Acessar o Webmail

  • Copyright © 2018 Diocese de Joinville. Todos os direitos reservados.