PARÓQUIAS
Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes | Barra do Sul
 
A Paróquia
Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes | Barra do Sul

Fundada em 2010, a Paróquia Nossa Senhora dos Navegantes, de Barra do Sul, pertencia primeiramente ao Santuário Senhor Bom Jesus de Araquari. A primeira Igreja Católica do município havia sido construída em outro local. Na época, um canhão era acionado para avisar os moradores que ia ter missa, o que acontecia cerca de duas vezes por ano. Mas após uma explosão que destruiu a igreja, em 1967 foi fundada a comunidade no local onde está localizada atualmente.

Em 1999 o bispo da época, Dom Orlando Brandes, fez uma reunião com a comunidade e designou o casal Ildo e Zenaide para que fizessem a preparação e formação de lideranças já que, para uma comunidade se tornar paróquia, é preciso ter lideranças formadas. A partir daí o Pe. Fred assumiu, em 2010, e hoje o pároco é o Pe. Miroslaw Michalczewski e o vigrio é o Pe. Jorge Walter de Souza.

Cerca de 300 fiéis participam das missas que acontecem sempre às quintas-feiras e nos sábados e domingos. Os Grupos Bíblicos de Reflexão são o destaque da paróquia, que conta com o trabalho das pastorais e movimentos para se manter viva.

Marques Persike é responsável pelo curso de noivos, curso de pais e padrinhos e catequese de adultos na paróquia. Ele também é candidato a diácono e acompanha a comunidade desde o início. “Essa comunidade era bem carente na época em que começou. Era de madeira. O povo local na época era mais participativo. Hoje o povo já não tem tanto essa participação. A nossa comunidade tem mais a participação do pessoal de fora nos finais de semana, na alta temporada. Quando se trata do pessoal local não é tanta gente. Parece que antigamente o pessoal era mais fervoroso, mais religioso”, comenta Marques.

A paróquia possui seis comunidades: Sagrada Família, Nossa Senhora Aparecida, Santa Marta, Santo Amaro, São Sebastião e Nossa Senhora Imaculada Conceição. Recentemente, a fachada da igreja passou por reformas e foi inaugurada no dia 29 de junho.

 
O Padroeiro
O Padroeiro

A tradição cristã nos mostra que antes de uma viagem todos os tripulantes e suas famílias participavam de uma missa no navio, para viajarem em comunhão com Jesus Cristo. Nela também o sacerdote invocava proteção também da Santíssima Mãe, que os navegantes consideravam a maior Estrela do Mar. Depois partiam transportando o Crucifixo e a imagem da Virgem Maria, para guarda-los dos perigos, inclusive no regresso.

A devoção data da época dos cruzados, portanto, desde a Idade Média, quando navegavam pelo Mar Mediterrâneo com destino à Terra Santa. Ao longo do tempo essa devoção se propagou. Maria acabou ganhando o título de Nossa Senhora dos Navegantes. O povo simples erguia capelas, construía santuários, dedicados à Ela. Hoje são inúmeras as cidades e localidades batizadas com esse título, algumas delas tendo Nossa senhora dos Navegantes eleita a padroeira celeste.

A estátua de Nossa Senhora dos Navegantes chegou ao Brasil trazida pelos portugueses no século XVIII, precisamente através do representante do Conde Resende, Vice-Rei do Estado. Ele desembarcou no atual estado de Santa Catarina com a tarefa de demarcar uma sesmaria na praia de Itajaí, em 1795. Foi assim que no lado esquerdo do Rio grande de Itajaí, surgiu uma pequena vila, a localidade mais antiga do Estado.

Em 1896, o vigário da igreja de Itajaí conseguiu erguer uma capela, no lado esquerdo do Rio grande Itajaí, sob a invocação de Nossa Senhora dos Navegantes, de São Sebastião e de Santo Amaro. Os habitantes do “outro lado”, em 1907, no dia de Nossa Senhora dos Navegantes, celebraram com uma grande festa a conclusão das obras.

Cinqüenta anos depois, em maio de 1962, o bairro de Navegantes foi elevado à categoria de Município. Desde então, a festa da Padroeira, em 02 de fevereiro, é celebrada com uma grande procissão fluvial, para a qual se deslocam os fieis de todas as paróquias vizinhas. Em 1996, a então igreja matriz de Nossa Senhora dos Navegantes ganhou da Cúria Metropolitana um Santuário Arquidiocesano sob a invocação da gloriosa padroeira.

Todavia, Nossa Senhora dos Navegantes é a padroeira de inúmeras outras cidades brasileira, por isto a celebração de sua festa é sempre muito esperada pelos devotos. Todos querem homenagear a querida Padroeira participando da procissão, seguindo ou por terra ou nas embarcações, para agradecerem as graças e proteção alcançadas através de Jesus através da Santíssima Mãe Maria.

 

Horários

MISSA
 
ATENDIMENTO
 

Contato

(47) 3448-1556
 
 
 
 
  • Rua Jaguaruna, 147 - Centro - Joinville/SC

  • 47 3451-3700

  • midiasocial@diocesejoinville.com.br

  • Acessar o Webmail

  • Copyright © 2018 Diocese de Joinville. Todos os direitos reservados.